Comissão aprova proposta de política nacional de desenvolvimento do turismo sustentável

A proposta busca compatibilizar as atividades turísticas com a preservação da biodiversidade, com foco no uso sustentável dos recursos naturais.

A Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (28) proposta de política nacional para o desenvolvimento do ecoturismo e do turismo sustentável (PL 868/11).

A proposta do deputado Giovani Cherini (PDT-RS) prevê regras, instrumentos de gestão e recursos para o setor. Busca ainda a compatibilização das atividades turísticas com a preservação da biodiversidade, com foco no uso sustentável dos recursos naturais.

Continuar lendo Comissão aprova proposta de política nacional de desenvolvimento do turismo sustentável

Guarda do Embaú busca certificação socioambiental

Na reunião do Grupo de Trabalho de Turismo Náutico da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (GTT Náutico SC), realizada nesta terça, 07, foi apresentando o projeto de candidatura da Praia da Guarda do Embaú (Palhoça), como Reserva Mundial do Surfe. O título é concedido pela entidade Save The Waves Coalition (Califórnia, USA) e trata-se da inclusão das praias certificadas em programas de proteção do ecossistema, zonas de surfe e controle e preservação ambiental.

Apenas sete praias no mundo possuem essa certificação. Para ganhar o título, a praia precisa atender determinações baseadas em quatro critérios: qualidade da onda, características ambientais, cultura e história e apoio da comunidade. Durante a reunião, ficou decidido que o Grupo de Trabalho de Turismo Náutico da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte fará uma carta de apoio à candidatura da Guarda do Embaú.

Fonte: ASCOM/SOL

 

Com o Compromisso Passaporte Verde, Cambará Eco Hotel pretende reduzir desperdício de alimentos

Entre outros compromissos voluntários no Passaporte Verde, o Cambará Eco Hotel, em Cambará do Sul (RS), se comprometeu a reduzir em mais de 25% o desperdício mensal de alimentos. O hotel pretende reduzir seu desperdício mensal para menos que 81 kilos de alimentos

FileProxy.ashx

Localizado em Cambará do Sul, no Rio Grande do Sul, o Cambará Eco Hotel aderiu ao Compromisso Passaporte Verde, uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), com o objetivo de incentivar o trade de turismo a adotar práticas de produção mais sustentáveis. Entre os compromissos voluntários estabelecidos pelo estabelecimento estão: reduzir em até 10% o consumo mensal de energia; reduzir em até 15% o consumo mensal de água; reduzir em mais de 25% o desperdício de alimentos e destinar até 90% dos resíduos recicláveis corretamente.

“Aderimos ao programa pelo fato de já praticarmos em nosso empreendimento as ações sustentáveis em nossa gestão, reforçando nosso compromisso perante a sustentabilidade”, afirma o diretor do Cambará Eco Hotel, José Antônio Brugnera.

Para reduzir o desperdício mensal de alimentos em mais de 25%, por exemplo, o Cambará Eco Hotel estabeleceu a seguinte estratégia: identificar a porcentagem do lixo orgânico gerado que é resultado da má gestão no uso dos alimentos ou no controle do estoque; compartilhar com funcionários o monitoramento mensal da quantidade desperdiçada por meio de registro em planilha afixada em local visível; flexibilizar o tamanho das porções servidas; implantar sistema de gestão de estoque; promover programas de engajamento dos funcionários para orientar melhor os clientes em relação às características dos pratos servidos; capacitar a equipe de cozinha através de cursos sobre melhor aproveitamento dos alimentos e aprimorar o sistema de compras, selecionando melhor fornecedores e prazos. Com essas ações, o hotel pretende reduzir seu desperdício mensal para menos que 81 kilos de alimentos. Continuar lendo Com o Compromisso Passaporte Verde, Cambará Eco Hotel pretende reduzir desperdício de alimentos

3º Prêmio Braztoa de Sustentabilidade premiará iniciativas sustentáveis no turismo

braztoaSustentabilidade_logo

O Prêmio Braztoa de Sustentabilidade criado com o objetivo de  “fortalecer, reconhecer e divulgar”  práticas no turismo consideradas “ambientalmente responsáveis, economicamente viáveis, socialmente justas e culturalmente ricas” recebe inscrições até a próxima sexta-feira (14).

Quem pode participar? Confira as categorias de instituições que podem se inscrever:

I – Associados Braztoa

II – Agências de Viagem
Empresas que comercializam produtos e serviços turísticos diretamente para o cliente final.

III – Meios de Hospedagem

Hotéis, resorts, pousadas, flats, albergues e campings, entre outros.

IV – Parceiros Institucionais

Fundações, associações e organizações do terceiro setor bem como as instituições governamentais e empresariais.

V – Parceiros do Trade

Demais fornecedores da cadeia turística: Operadoras não associadas, cias Aéreas e empresas de receptivo.

Saiba mais

 

Blog da Comissão de Responsabilidade Socioambiental da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina